Três ferramentas digitais para conhecer melhor sua concorrência

Saiba como descobrir possíveis concorrentes, acompanhar o desempenho de outras empresas nas redes sociais e comparar os dados delas

Via : Revista PEGN

Publicado: quarta-feira, 6 junho, 2018 às 16:41
tres-ferramentas-digitais-para-conhecer-melhor-sua-concorrencia
O ambiente virtual é ótimo para divulgar produtos e serviços, atrair clientes, interagir com eles, construir uma imagem cativante

Divulgar produtos e serviços, atrair clientes, interagir com eles, construir uma imagem cativante. Sim, o ambiente virtual é ótimo para tudo isso. Mas que tal aproveitar que seus concorrentes também estão nele, com os mesmos objetivos, para descobrir quais marcas estão de olho no mesmo mercado que você, que estratégias elas adotam nas redes sociais e que retorno obtêm, comparando os dados delas com os indicadores de seu próprio desempenho?

A tecnologia está aí (também) para isso.

E, como ensina Guy Kawasaki, autor de “Como Enlouquecer seus Concorrentes” (ed. Ediouro) e “A Arte das Redes Sociais” (Best Business/Record), é fundamental entender muito bem o que você oferece, o que seu cliente quer (e precisa) e, por fim, o que seu concorrente não oferece.

Pedimos a Leandro Pompemaier, professor do MBA em Liderança, Inovação e Gestão 3.0 da PUC-RS e líder do Tecnopuc Startups, dicas de aplicativos que ajudem o pequeno e médio empreendedor a conhecer e avaliar melhor seus concorrentes. Veja abaixo as indicações do especialista:

1. SimilarSites

Não sabe quais são, exatamente, as marcas com produtos e/ou serviços parecidos com os que você oferece? Esse site pode te ajudar a ter uma visão mais ampla do mercado. Basta informar o endereço da sua página, que ele apresenta uma série de empresas cuja proposta é equivalente à sua.

Caso sua empresa seja recente e/ou muito pequena, é possível que ela ainda não conste do banco de dados do Similar Sites, o que impede a comparação. Nesse caso, uma dica é fazer a busca utilizando como ponto de partida o endereço do site de algum de seus concorrentes, que tenha mais visibilidade, e ver que resultados aparecem.

Como destacam os criadores do SimilarSites, esse levantamento não serve apenas para descobrir eventuais competidores. As informações também podem ajudar você a descobrir bons parceiros, por que não? Ou a ampliar suas fontes de referência, buscando opções parecidas com aquelas que você já conhece e gosta.

2. KeyHole

Keyhole quer dizer “buraco da fechadura”, em inglês, o que transmite sem rodeios qual é a proposta desse app: dar aquela olhadinha na concorrência. Ou, como eles mesmos descrevem, mensurar dados provenientes de redes sociais, seja em tempo real, seja ao longo de um determinado período. Isso inclui, por exemplo, ver qual o efeito gerado por uma campanha, tomando como base o número de retweets e likes relacionados. Além disso, mostrar quem são as pessoas com maior poder de influência no meio digital quando se fala de determinado assunto (uma marca ou uma causa, por exemplo).

O Keyhole permite monitorar hashtags, palavras-chave, URLs e usuários. Isso tudo pode ser usado tanto para ter uma noção do desempenho de seu próprio negócio como para observar que medidas de seus concorrentes fazem mais sucesso.

Experimente pesquisar o nome de uma marca qualquer, com hashtag. Em instantes, o site informa, por meio de gráficos, se o sentimento predominante em relação à marca nas redes sociais, naquele momento, é positivo, negativo ou neutro e se o engajamento é mais forte entre homens ou mulheres, por exemplo. Dá para filtrar os dados por idiomas, localização ou grupos de usuários. Uma fonte valiosa de insights na área de marketing.

3. Quintly

Você quer saber não só como seu concorrente tem se saído nas redes sociais, mas comparar o desempenho dele com o de outras empresas, ou com o de seu próprio negócio? Então uma boa opção é o Quintly, que tem entre seus clientes empresas como Warner Bros. e agências de publicidade como a Leo Burnett.

Com ele, dá para detectar posts patrocinados, saber quais conteúdos obtiveram melhor performance, descobrir quem são os usuários mais engajados com um perfil, monitorar quanto tempo você e seus concorrentes demoram para responder as perguntas feitas por usuários e personalizar métricas de acordo com seus objetivos, entre outros recursos.

Ou seja, é possível ter acesso a vários dados que aprofundem sua percepção sobre o que tem impacto ou não no Facebook, no Twitter, no YouTube, no Google+, no LinkedIn, no Instagram e no Pinterest, assim como em blogs. E, a partir disso, ter mais subsídios na hora de produzir um conteúdo que seja de fato relevante para quem mais importa nessa história: seu cliente.