icone_abrir icone_avancar icone_baixar icone_fechar icone_lupa icone_noticias icone_oculos icone_proibido icone_site icone_telefone icone_voltar

MANUAL DE GOVERNANÇA, GESTÃO E CONTROLE DE SOFTWARE. BAIXE GRÁTIS

Como fazer uma escala de trabalho na prática?

O primeiro passo é descobrir quais escalas são permitidas, para cada trabalho desenvolvido dentro de sua empresa

Via : Saia do Lugar

Publicado: quarta-feira, 6 junho, 2018 às 16:41

Em primeiro lugar é importante frisar que algumas categorias de trabalho já possuem escalas pré-fixadas, normalmente frutos de acordo entre sindicatos patronais e de trabalhadores. Todos os deveres, de ambas as partes, devem ser salvaguardados. Uma negociação entre patrões e sindicatos garante, apenas, a forma com que essas partes trabalharão.

Por isso, o primeiro passo é descobrir quais escalas são permitidas, para cada trabalho desenvolvido dentro de sua empresa.

Mas quais são os tipos de escalas existentes?

Como montar uma escala: tipos de escala

Escala 5X1

Nesse tipo de escala de trabalho o colaborador trabalhará cinco dias sequenciais, folgando no sexto dia. Nessa modalidade é comum trabalhar aos finais de semana e feriados. A folga ao domingo deve ser dada pelo menos uma vez a cada sete semanas no caso dos homens. As mulheres devem folgar aos domingos quinzenalmente.

Escala 6X1

Em uma escala 6X1 o trabalhador terá uma folga após seis dias de serviço seguidos. Ela é semelhante ao modelo 5X1 no que diz respeito aos domingos e feriados.

Escala 5X2

Nessa modalidade o trabalhador terá dois dias de folga após cinco dias trabalhados.

É importante lembrar que a jornada de trabalho semanal permanecerá sendo de até 44 horas em todos os casos. Por isso, ela poderá extrapolar oito horas diárias se a semana do trabalhador possuir menos dias trabalhados, como na escala 5X2.

Escala 12X36

Quem trabalha com escala 12X36 possui um descanso de 36 horas após 12 horas trabalhadas. Normalmente essa escala é usada por profissionais da saúde e segurança.

Nesse caso, o pagamento de hora extra, após a oitava hora de trabalho, depende de decisão acordada e aprovada em convenção sindical.

Como montar uma escala: produtividade

Além dos aspectos referentes às leis trabalhistas, montar uma rotina de trabalho é importante para melhorar a produtividade de sua equipe. De nada adianta a empresa adquirir um novo maquinário se o seu operador não conseguir operá-lo, devido ao cansaço físico e mental.

Avalie a possibilidade de oferecer ao colaborador momentos de descanso durante sua jornada. A prática de ginástica laboral pode ser muito eficiente para recupera o ânimo do funcionário, além de evitar lesões por esforço repetitivo.

Como montar uma escala é uma obrigação da empresa, atente-se para que ela atenda às necessidades das partes envolvidas. De nada adianta uma grande jornada diária de trabalho se as atividades não renderem como o esperado. Lembre-se que manter uma sala funcionado gera custos à empresa. Esses custos podem ser um investimento que o empreendimento está realizando para manter suas atividades, ou ele pode se revelar um desperdício, caso o retorno do trabalho não seja o esperado.

O que garantirá sua eficiência é a produtividade de sua equipe. Essa questão envolve muitos aspectos, além de uma boa escala. Nesses casos, a liderança pode ser peça-chave. Aprenda neste post a ser um bom líder.